BRASIL É ACEITO COMO MEMBRO DA ORGANIZAÇÃO EUROPEIA PARA PESQUISA NUCLEAR (CERIN)

Uma adesão pleiteada pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, foi atendida nesta sexta-feira (24). O Brasil agora faz parte da Organização Europeia para Pesquisa Nuclear (CERN/MCTI), que opera o mais potente celerador de partículas do mundo, o Large Hadron Collider (LHC). O conselho da organização aceitou o país como membro associado. O Brasil tem trabalhado e aguardado há muito a concretização desse sonho da comunidade científica, do setor produtivo e da educação do país. Leia mais em: gov.br/mcti